Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Perguntas Frequentes
Início do conteúdo da página

Perguntas Frequentes

This portal aims at clarifying the most frequently asked questions about the concession and sharing bidding rounds, the Open Acreage, assignments of exploration and production (E&P) agreements, the process of qualification of the companies participating in the rounds, and the Electronic Information System.

The answers included in this portal do not replace the regulatory standards and the procedures governing such activities, which are available at Laws and Regulations (the files are in Portuguese).

 

Choose the desired topic below to clarify your doubt:

Escolha o tema:

1) General Information regarding the SEI:

ANP participates in the project National Electronic Process (PEN) and implemented the Electronic Information System (SEI) to manage electronic processes. One of its main characteristics is the reduced use of paper as physical support for institutional documents and sharing of information with update and communication of new events in real time. This initiative promotes time and resource savings and offers greater security, transparency, and expedition in the process arrangements.

Documents to support processes regarding ANP’s bidding rounds and assignments of E&P agreements are submitted through the SEI. The interested party may file documents electronically, check processes, and monitor their progress in the electronic system.

The first step to use the SEI is to register as an external user. This registration is intended for individuals participating in administrative process with ANP, regardless of the relationship with a certain legal entity.

To register with ANP’s SEI, access the page Electronic Process (SEI). The auxiliary instrument for registration is the External User Manual, also available on the website. These pages are in Portuguese.

Registration will allow the electronic filing of documents; however, physical filing will continue and ANP’s Protocol units will continue to operate on a regular basis.

 

 

2) Specific instructions for applying in the SEI:

Open Acreage: Manual for filing documents in the SEI for participating in the Open Acreage (in Portuguese).

Assignment of Agreements: Assignment Procedure Manual.

Bidding round: SEI document application manual for the ongoing round.

 

3) How can I access administrative processes and concession and production sharing agreements related to ANP’s bidding rounds?

Interested parties shall contact the Licensing Rounds Promotion Superintendence – SPL by sending an email to rodadas@anp.gov.br, informing the name of the block/field or the number of the agreement/process which they wish to access.

SPL shall evaluate the possibility to meet the request, according to the level of confidentiality of the documents requested. Then, the procedure for digital access to the documents shall be informed.

Exceptionally, it will be possible to request access to the documents in person, which requires payment of a Federal Government Payment Form (GRU) and scheduling in advance.

1) What is the qualification process?

Qualification of companies is a requirement for bidders participating in ANP’s bidding rounds and for companies participating in agreement assignment processes. It is a mandatory stage prior to the execution of agreements for exploration and production of oil and gas.

The qualification process includes analysis of documents of interested companies for purposes of proof of:

  • a) legal, tax, and labor compliance;
  • b) economic and financial capacity; and
  • c) technical capacity.

The qualification process is conducted by the Licensing Rounds Promotion Superintendence – SPL.

2) May any company qualify? When does qualification occur?

The qualification process, as provided for in ANP’s Internal Regulations, is carried out in the following cases:

(i) participation of bidders in ANP’s bidding rounds; or

(ii) participation of assignees in a process for assignment of agreements for exploration and production of oil and gas.

Therefore, only companies participating in the processes listed above, which will consequently be signatories to agreements for exploration and production of oil and gas, may qualify.

3) What are the eligibility requirements?

The companies participating in bidding rounds shall observe the eligibility requirements provided for in the tender protocol governing the round in which they are participating.

The companies participating in agreement assignment processes shall observe the eligibility requirements provided for in the tender protocol most recently approved by ANP’s Collegiate Board prior to filing the request for assignment, according to the object of the agreement for which the assignment authorization was requested.

Check the most recent tender protocols approved by ANS’s Collegiate Board in the menu Bidding Rounds.

You can also check the current version of the Open Acreage tender protocol when the assignment refers to assignment agreements for onshore blocks or areas with marginal accumulations.

 

4) How to become eligible in case of participation in a bidding round?

Companies participating in bidding rounds shall observe the procedures detailed in the tender protocol.

Interested companies may ask any questions about eligibility requirements provided for in the tender protocol by sending an email to rodadas@anp.gov.br.

5) How to qualify for E&P agreement assignment processes?

Companies participating in an agreement assignment process shall qualify according to the procedure published in the bidding rounds website in the menu Assignment of Agreements. The procedure refers to the most recent tender protocol approved by ANP’s Collegiate Board prior to filing the request for assignment.

Interested companies may ask any questions about eligibility requirements provided for in the tender protocol by sending an email to rodadas@anp.gov.br.

 

6) Will companies participating in the “Petrobras’s Divestiture Opportunities” for assignment of agreements for exploration and production of oil and gas also qualify?

Yes. After approval in Petrobras’s divestiture process, the companies shall carry out, before ANP, the qualification and agreement assignment process. Therefor, the interested companies shall observe the procedures and requirements published in the bidding rounds website in the menu Assignment of Agreements.

 

7) Is it possible to be pre-qualified?

It is not possible to obtain prior qualification unrelated to the participation in a bidding round or in an ongoing E&P agreement assignment process in ANP.

Any interested companies that do not fall under the eligibility cases set forth may review the requirements provided for in the tender protocol and ask any questions regarding its content by sending an email to rodadas@anp.gov.br.

8) Will a company already qualified by ANP for a certain bidding round or assignment of agreements have to qualify again for future bidding rounds or assignment of agreements?

Yes. Eligibility is valid for a specific bidding round or assignment of E&P agreements and cannot be used in other bidding rounds or assignment of E&P agreements.

Pursuant to art. 28 of ANP Resolution No. 18/2015, the documents sent for application and eligibility support specific and separate administrative processes, which constitutes the company’s registration with ANP. Valid documents included in such registration, according to rules defined in the tender protocol, may be used for application and qualification for future bidding rounds or E&P agreement assignment processes upon request of the interested company.

It is possible, therefore, to use valid documents included in the registration of the company; however, this does not characterize a pre-application or pre-qualification with ANP.

9) What is the “corporate group” for purposes of E&P tender protocols?

For purposes of E&P tender protocols, a corporate group is the group of legal entities forming part of a formal group or bound by a direct or indirect common control relationship.

10) What is the “organizational chart of the corporate group” required in E&P tender protocols?

The organizational chart of the corporate group is a document produced by the interested company that must detail the entire chain of control of its corporate group, including the respective percentage of the voting quotas or shares of each legal entity forming part of such group, as well as of each individual controlling such legal entities.

11) Must the conditions set forth in the Articles of Association/Bylaws for the exercise of the powers by the legal representatives/managers or that may limit or prevent the participation of the interested company in the bidding rounds and in the E&P agre

Yes. Any such conditions shall be satisfied in advance, such as joint signatures of officers, express authorization of the partners and of the Board of Directors for certain acts, including for execution of agreements, among other conditions set forth in the Articles of Association/Bylaws that may limit or prevent the participation of the interested company in the bidding rounds and in the E&P agreement assignment processes, as well as the exercise of the powers by its legal representatives/managers.

12) Is it necessary to provide a performance bond for purposes of qualification?

The performance bond is a document through which a legal entity, parent company (direct or indirect) or head office, fully secures the contractual obligations undertaken by the signatory member of its corporate group.

The performance bond shall be required from the bidder or assignee, exclusively as an operator, when it has failed to evidence its own experience in exploration and production of oil and gas, being technically qualified by the experience of its corporate group.

The performance bond shall be provided as set forth in the tender protocol and shall be accompanied by:

(i) corporate documents of the company that will provide the guarantee; and

(ii) organizational chart demonstrating the relationship between the legal entity providing the performance guarantee and the signatory of the E&P agreement.

13) How can I ask questions about the qualification process?

Clarification about the qualification processes shall be requested by email at rodadas@anp.gov.br.

In order to optimize the service, we recommend that the requesting party should first look for the desired information in the tender protocol.

Information on the progress of pending qualification processes shall only be provided to accredited representatives.

1) Informações gerais sobre o SEI:

A ANP participa do projeto Processo Eletrônico Nacional (PEN) e implantou o Sistema Eletrônico de Informações (SEI) para gestão dos processos eletrônicos. Uma das suas principais características é a redução do uso de papel como suporte físico para documentos institucionais e o compartilhamento de informações com atualização e comunicação de novos eventos em tempo real. Esta iniciativa promove a economia de tempo e de recursos e oferece maior segurança, transparência e agilidade no trâmite de processos.

A instrução de processos referentes às rodadas de licitações e às cessões de contratos de E&P da ANP é realizada por meio do SEI. O interessado pode peticionar documentos eletronicamente, consultar processos e acompanhar seu andamento no sistema eletrônico.

O primeiro passo para utilizar o SEI é realizar o cadastro como usuário externo. Esse cadastro é destinado a pessoas físicas que atuem em processos administrativos junto à ANP, independentemente da vinculação a determinada pessoa jurídica.

Para fazer seu cadastro no SEI da ANP acesse a página Processo Eletrônico (SEI). O instrumento auxiliar para o cadastramento é o Manual do Usuário Externo, também disponível na página.

O cadastro permitirá o peticionamento eletrônico de documentos. Entretanto, o peticionamento físico seguirá possível e as unidades de Protocolo da ANP continuarão funcionando regularmente.

 

 

2) Instruções específicas sobre o peticionamento no SEI:

Oferta Permanente: Manual para peticionamento de documentos no SEI para a Oferta Permanente.

Cessão de Contratos: Manual de Procedimento de Cessão (Capítulo 2 – Peticionamento de Documentos no SEI).

Rodada de licitação: Manual para peticionamento de documentos no SEI da rodada em andamento.

 

 

3) Como ter acesso a processos administrativos e aos contratos de concessão e de partilha de produção relacionados às rodadas de licitações da ANP?

O interessado deverá entrar em contato com a Superintendência de Promoção de Licitações (SPL), via e-mail rodadas@anp.gov.br, informando o nome do bloco/campo ou o número do contrato/processo que deseja ter acesso.

A possibilidade de atendimento da solicitação será avaliada conforme o grau de sigilo dos documentos requeridos. Em seguida, o procedimento para disponibilização dos documentos na modalidade digital será informado ao interessado.

Excepcionalmente, o acesso aos documentos na modalidade presencial poderá ser solicitado e se dará mediante pagamento de Guia de Recolhimento da União (GRU) e agendamento prévio.

1) O que é o processo de qualificação?

A qualificação de empresas é um requisito para licitantes participantes de rodadas de licitações da ANP e para participantes de processos de cessão de contratos. É uma etapa obrigatória e prévia à assinatura de contratos de exploração e produção de petróleo e gás natural.

O processo de qualificação compreende a análise de documentação de empresas interessadas para fins de comprovação de:

  • a) regularidade jurídica, fiscal e trabalhista;
  • b) capacidade econômico-financeira; e
  • c) capacidade técnica.

O processo de qualificação é conduzido pela Superintendência de Promoção de Licitações (SPL).

2) Qualquer empresa pode ser qualificada? Em quais situações ocorre a qualificação?

O processo de qualificação, conforme previsão no Regimento Interno da ANP, é realizado nas seguintes hipóteses:

(i) participação de empresas licitantes em rodadas de licitações da ANP; ou

(ii) participação de empresas cessionárias em processo de cessão de contratos de exploração e produção de petróleo e gás natural.

Portanto, só poderão ser qualificadas empresas que participem dos processos listados acima e que, em consequência, serão signatárias de contratos de exploração e produção de petróleo e gás natural.

3) Quais os requisitos para obter a qualificação?

As empresas participantes de rodadas de licitações deverão observar os requisitos para qualificação dispostos no edital de licitações que rege a rodada de que estão participando.

As empresas participantes de processos de cessão de contratos deverão observar os requisitos para qualificação dispostos no edital de licitações mais recentemente aprovado pela Diretoria Colegiada da ANP anteriormente ao protocolo do requerimento de cessão, de acordo com o objeto do contrato para o qual foi solicitada autorização para cessão.

Confira os editais mais recentemente aprovados pela Diretoria Colegiada da ANP no menu Rodadas em andamento.

Consulte também a versão vigente do edital de licitações da Oferta Permanente, quando a cessão versar sobre contratos de concessão de blocos terrestres ou de áreas com acumulações marginais.

 

4) Como obter qualificação no caso de participação em rodada de licitações?

As empresas participantes de rodadas de licitações deverão observar os procedimentos detalhados no edital de licitações.

As empresas interessadas poderão dirimir quaisquer dúvidas sobre os requisitos de qualificação dispostos no edital encaminhando e-mail para rodadas@anp.gov.br.

5) Como obter qualificação no caso de participação em processo de cessão de contratos de E&P?

As empresas participantes de processo de cessão de contratos deverão ser qualificadas conforme procedimento publicado no site das rodadas de licitações no menu Cessão de Contratos. O procedimento faz referência ao edital de licitações mais recentemente aprovado pela Diretoria Colegiada da ANP anteriormente ao protocolo do requerimento de cessão.

As empresas interessadas poderão dirimir quaisquer dúvidas sobre os requisitos de qualificação dispostos no edital encaminhando e-mail para rodadas@anp.gov.br.

 

6) Empresas participantes das “Oportunidades de Desinvestimento da Petrobras” para cessão de contratos de exploração e produção de petróleo e gás natural também serão qualificadas?

Sim. Após aprovação no processo de desinvestimento da Petrobras, as empresas deverão realizar junto à ANP o processo de cessão de contratos e qualificação. Para tanto, as interessadas deverão observar os procedimentos e requisitos publicados no site das rodadas de licitações no menu Cessão de Contratos.

 

7) É possível obter qualificação prévia?

Não é possível obter qualificação prévia e não relacionada com a participação em rodada de licitações ou processo de cessão de contrato de E&P aberto na ANP.

Qualquer empresa interessada não enquadrada nas hipóteses de qualificação previstas poderá examinar os requisitos exigidos no edital de licitação e dirimir quaisquer dúvidas referentes ao seu conteúdo encaminhando e-mail para rodadas@anp.gov.br.

 

8) Uma sociedade empresária já qualificada pela ANP em determinada rodada de licitações ou cessão de contratos precisará ser qualificada novamente em futuras rodadas de licitações ou cessões de contratos?

Sim. A qualificação se dá para uma rodada de licitações ou processo de cessão de contratos de E&P específico e não pode ser utilizada para outras rodadas de licitações ou cessões de contratos.

Nos termos do art. 28 da Resolução ANP n° 18/2015, os documentos encaminhados para inscrição e qualificação são instruídos em processos administrativos específicos e individualizados, constituindo o cadastro da empresa na ANP. Os documentos constantes desse cadastro que estiverem válidos, segundo regras definidas no edital, poderão ser utilizados para inscrição e qualificação em futuras rodadas de licitações ou processos de cessões de contratos de E&P, mediante solicitação da empresa interessada.

Portanto, há a possibilidade de aproveitamento de documentos válidos constantes do cadastro da empresa, o que não configura inscrição ou qualificação prévia perante a ANP.

9) O que é o “grupo societário” para fins dos editais de licitações de E&P?

Para fins dos editais de licitações de E&P, grupo societário é o conjunto das pessoas jurídicas integrantes de um grupo formal, ou vinculadas por relação de controle comum, direto ou indireto.

10) O que é o “organograma do grupo societário” solicitado nos editais de licitações de E&P?

O organograma do grupo societário é um documento produzido pela interessada que deve detalhar toda a cadeia de controle de seu grupo societário, constando o respectivo percentual das quotas ou ações com direito a voto de cada uma das pessoas jurídicas, integrantes de tal grupo, bem como de cada uma das pessoas naturais que controlem essas pessoas jurídicas.

11) As condições previstas no Contrato/Estatuto Social para o exercício dos poderes pelos administradores/representantes legais ou que possam limitar ou vedar a participação da interessada nas rodadas de licitações e nos processos de cessão de contratos..

Sim. Devem ser atendidas previamente quaisquer condições deste tipo, tais como assinaturas conjuntas de diretores, autorização expressa dos sócios e do Conselho de Administração para a prática de determinados atos, inclusive para a assinatura de contratos, dentre outras condições previstas no Contrato/Estatuto Social que possam limitar ou vedar a participação da interessada nas rodadas de licitações  e nos processos de cessão de contratos de E&P, bem como o exercício dos poderes por seus administradores/representantes legais.

12) É necessário apresentar garantia de performance para fins de qualificação?

A garantia de performance é o documento por meio do qual uma pessoa jurídica, controladora (direta ou indireta) ou matriz, garante plenamente as obrigações contratuais assumidas pela signatária integrante de seu grupo societário.

A garantia de performance será exigida da licitante ou cessionária, exclusivamente na condição de operadora, quando não tenha comprovado experiência própria em atividades de exploração e produção de petróleo e gás natural, qualificando-se tecnicamente pela experiência do seu grupo societário.

A garantia de performance deverá ser apresentada na forma prevista no edital de licitações e deverá estar acompanhada de:

(i) documentos societários da sociedade empresária que prestará a garantia; e

(ii) organograma explicitando o relacionamento entre a pessoa jurídica que prestará a garantia e a signatária do contrato de E&P.

13) Como posso tirar dúvidas sobre o processo de qualificação?

Esclarecimentos sobre os processos de qualificação deverão ser solicitados por meio do endereço eletrônico rodadas@anp.gov.br.

Para otimizar o atendimento, é recomendável que o consulente procure a informação desejada previamente no edital de licitações.

Informações sobre o andamento de processos de qualificação em curso somente serão prestadas aos representantes credenciados.

1) What is the E&P agreement assignment process?

It is an administrative process that precedes authorization for assignment of an agreement (transfer of contractual rights and obligations between companies), as well as for mergers, spin-offs, consolidations, changes of operator, and replacement or exemption of performance bonds.

2) What are the rules governing the assignments of E&P agreements?

The assignment of agreements for exploration and production of oil and gas is provided for in art. 29 of Law No. 9,478 of August 6, 1997, and in art. 31 of Law No. 12,351 of December 22, 2010.

The assignment procedure shall be initiated and accompanied by the Licensing Rounds Promotion Superintendence – SPL, pursuant to ANP Resolution No. 785 of May 17, 2019, and ANP Ordinance No. 126 of April 28, 2016, and shall follow the procedure described in the Assignment Procedure Manual, available at Procedure of Assignment.

 

 

3) How is an E&P agreement assignment process initiated and where are the procedures found?

The assignment process shall be initiated by the interested company through the Electronic Information System (SEI), according to the instructions in the Assignment Procedure Manual.

The page Assignment of Agreements contains instructions on the submission of documents, the procedural sequence, the list of documents required for opening the process and other requirements and information related to the assignment.

 

 

4) How to qualify for E&P agreement assignment processes?

Assignees are qualified based on the rules of the most recently tender protocol approved by ANP’s Collegiate Board prior to filing the request for assignment, according to the object of the agreement for which the assignment authorization was requested.

Check the tender protocols most recently approved by ANP’s Collegiate Board in the menu Bidding Rounds.

You can also check the current version of the Open Acreage tender protocol when the assignment refers to assignment of agreements for onshore blocks or areas with marginal accumulations, in the menu Open Acreage.

 

 

5) How long does it take for ANP to approve the request for assignment?

Pursuant to ANP Resolution No. 785/2019, the term for ANP to express itself on the approval or denial of the request is ninety days of submission of all documents as established.

For production sharing agreements, ANP shall make a recommendation to the Federal Government, which shall decide on the request within sixty days of receipt of the recommendation.

Submission of non-compliant documents delays the assignment process; therefore, interested companies must comply with the Assignment Procedure Manual and the most recent tender protocol approved by ANP’s Collegiate Board prior to filing the request, available at Bidding Rounds.

The assignment is only effective upon signature of the respective addendum, which shall occur up to thirty days after the assignment is approved.

6) When does the assignee becomes responsible for the E&P agreement?

Pursuant to ANP Resolution No. 785/2019, the assignment shall be effective as of the execution of the addendum to the E&P agreement.

7) When is it necessary to inform ANP about a corporate change (bylaws or articles of association)?

Assignment and production sharing agreements establish that concessionaires and contracted companies shall notify ANP about any amendments to their acts of incorporation (bylaws or articles of association) and changes in their management within thirty days of their filing with the applicable Commercial Registry.

In case of change in the corporate control or if the concessionaire or contracted company leaves the corporate group to which it originally belonged, ANP Resolution No. 785/2019 establishes that the notice to ANP shall be accompanied by the following documents:

I – charter or, in case of a joint-stock company, documents reflecting the change in corporate control;

II – organizational chart detailing the entire control chain of the corporate group, financial statements for the last fiscal year and technical summary, pursuant to the most recent tender protocol approved by ANP’s Collegiate Board prior to filing the notice; and

III – final decision of approval of acquisition of control, rendered by the Administrative Council for Economic Defense, as provided by Law No. 12,529 of November 30, 2011, accompanied by the publication of the decision in the Federal Official Gazette, or of a justification for its failure to submit.

If the interest in the agreement is guaranteed by a performance bond and the change in corporate control or exit from the corporate group implies a breach of the corporate relationship between the guarantor and the guaranteed company, an assignment process for replacement of the performance bond shall be initiated pursuant to ANP Resolution No. 785/2019.

8) When is it necessary to provide a performance bond?

Assignment and production sharing agreements establish that concessionaires and contracted companies shall notify ANP about any amendments to their acts of incorporation (bylaws or articles of association) and changes in their management within thirty days of their filing with the applicable Commercial Registry.

In case of change in the corporate control or if the concessionaire or contracted company leaves the corporate group to which it originally belonged, ANP Resolution No. 785/2019 establishes that the notice to ANP shall be accompanied by the following documents:

I – charter or, in case of a joint-stock company, documents reflecting the change in corporate control;

II – organizational chart detailing the entire control chain of the corporate group, financial statements for the last fiscal year and technical summary, pursuant to the most recent tender protocol approved by ANP’s Collegiate Board prior to filing the notice; and

III – final decision of approval of acquisition of control, rendered by the Administrative Council for Economic Defense, as provided by Law No. 12,529 of November 30, 2011, accompanied by the publication of the decision in the Federal Official Gazette, or of a justification for its failure to submit.

If the interest in the agreement is guaranteed by a performance bond and the change in corporate control or exit from the corporate group implies a breach of the corporate relationship between the guarantor and the guaranteed company, an assignment process for replacement of the performance bond shall be initiated pursuant to ANP Resolution No. 785/2019.

9) Do companies participating in “Petrobras’s Divestiture Opportunities” also need to participate in ANP’s agreement assignment process?

Yes. After approval in Petrobras’s divestiture process, the companies shall carry out, before ANP, the qualification and agreement assignment process. Therefor, the interested companies shall observe the procedures and requirements published in the bidding rounds website in the menu Assignment of Agreements.

 

10) How can I ask questions on the assignment process for E&P agreements?

Clarification about the agreement assignment processes shall be requested by email at rodadas@anp.gov.br.

In order to optimize the service, we recommend that the requesting party should first look for the desired information in the Assignment Procedure Manual.

Information on the progress of pending assignment processes shall only be provided to accredited representatives of the assignor and assignee.

 

1) What is Open Acreage?

The Open Acreage Concession Modality is a new form of bidding process implemented by ANP to grant concession agreements for exploration or rehabilitation and production of oil and gas. It consists in continuous offers of exploration blocks and areas with marginal accumulations located in any onshore or offshore basins relinquished or pending relinquishment to ANP. The exception are blocks located in the pre-salt polygon, in the strategic areas, or in the Continental Shelf beyond 200 nautical miles, as well as those authorized to integrate the 17th and 18th Bidding Rounds.

Detailed information is provided in the bidding rounds website, in the menu Open Acreage.

 

2) Does the submission of the application form, proof of payment of the participation fee, and the application documents ensure approval of the registration in the Open Acreage Concession Modality?

No. The documents forwarded shall be reviewed by the Licensing Rounds Promotion Superintendence – SPL and the application shall be judged by the Special Bidding Commission (CEL), which approval or denial shall be informed by email to all accredited representatives of the company, as well as published in the Federal Official Gazette.

Therefore, the bidder whose application is judged and approved by the CEL shall be deemed registered for any cycles of the Open Acreage Concession Modality.

3) What is the deadline to apply and pay the participation fee?

There is no deadline. You may apply at any time. Nonetheless, the deadline for application in a public session for submission of bids already scheduled in a cycle of an ongoing Open Acreage shall be observed.

 Application shall be done once and on an individual basis by each interested company.

4) Is the participation fee due at the beginning of each Open Acreage cycle?

No. According to the tender protocol, the electronic application form shall be completed and the participation fee shall be paid only once and individually by each interested company.

The Licensing Rounds Promotion Superintendence – SPL reviews the documents sent by the interested company and submits them to the Special Bidding Commission (CEL). If the application is approved by the CEL, the interested company may participate in all Open Acreage cycles.

5 - What is the difference between the participation fee and the fee for accessing the technical data package?

The participation fee is due only once and is mandatory for approval of the application to the Open Acreage, and it allows access to a sample of technical data, which is a limited set of data for each of the sectors under the Open Acreage Concession Modality. By completing the electronic application form and providing the proof of payment of the participation fee, the interested companies obtain access to the sample of data. The username and password to access the sample of technical data through the eBID system will be sent to the email of the primary accredited representative.

For more information on the payment of the participation fee and access to the technical data sample, check the page Technical Data Package.

The technical data package is a compilation of public technical data selected for the Open Acreage Concession Offer, composed of a regional dataset of the sectors or groups of sectors and its content shall be, when available, as provided for in the tender protocol.

The fee to access the technical data package is optional and its amount varies according to the sector or group of sectors. The data package can be acquired by the interested companies for better assessing the sector or group of sectors of interest and is released by accessing the eBID system or receiving it in person in ANP’s Exploration and Production Database (BDEP/ANP), in Urca.

For more information on the payment of the fee for accessing the technical data package, check the page Bidders’ submission.

 

 

6) How soon can we access the data sample?

Once the application form has been completed and the proof of payment of the participation fee has been submitted to ANP, the email with the username and password to access the eBID system shall be sent to the email of the bidder’s primary accredited representative.

 The email shall be sent by the Licensing Rounds Promotion Superintendence – SPL after compliance with the terms of the tender protocol is verified.

7) What do I have to do to participate in the Open Acreage Concession Offer?

Companies interested in participating in the Open Acreage Offer shall apply according to the current tender protocol of the Open Acreage, which includes: (i) filling of the electronic application form; (ii) payment of the participation fee; and (iii) submission of the application documents.

In order to the review the application, documents shall be forwarded to ANP as provided for in the tender protocol, and the proof of payment of the participation fee shall be sent to the email rodadas@anp.gov.br.

For more information on the current tender protocol of the Open Acreage Concession Offer, check the page Tender Protocol and models of the concession agreements.

 

8) Is it necessary to be eligible before the public session?

No. Eligibility comprises review of documents to evidence legal, tax, and labor compliance, economic and financial capacity, and technical capacity, pursuant to criteria established in the tender protocol. ANP shall only review the documents of the winners of the public session for submission of bids in each cycle; therefore, it is not necessary to be eligible before the public session.

For more information on eligibility, check topic IV, Qualification Process.

9) What are the Open Acreage cycles?

The Open Acreage cycles are composed of all activities required for the public session for submission of bids for one or more sectors with a declaration of interest in the sectors accompanied by a bid bond. The cycles begin with the disclosure of the following dates by the Special Bidding Commission (CEL):

  • a) date of the public session for submission of bids related to the initiated Open Acreage cycle;
  • b) deadline for application and payment of the participation fee by companies interested in participating in such public session in the Open Acreage Concession Offer;
  • c) deadline for inclusion of new sectors in the Open Acreage cycle initiated, as of the provision of bid bonds accompanied by a declaration of interest in the sectors;
  • d) deadline for provision of additional bid bonds accompanied by declarations of interest in the sectors already indicated and which shall be offered in such public session; and
  • e) dates related to eligibility of the winners, award of the object, homologation of the bidding process, and execution of the concession agreements.

All bidders enrolled may participate in the Open Acreage cycle initiated. Other companies that did not apply to the Open Acreage Concession Offer and are interested in participating in the cycle disclosed shall observe the deadline set forth in item (b).

10) What areas are available in the Open Acreage Concession Modality?

The areas available for declaration of the sectors of interest are in Annex I of the Open Acreage tender protocol, available at the bidding rounds page in the menu Open Acreage.

11) Once the application is approved by the Special Bidding Commission (CEL) are bidders allowed to submit the declaration of interest in the sectors accompanied by a bid bond at any time?

Yes. All bidders whose application was approved by the CEL can submit their declaration of interest in the sectors accompanied by a bid bond, indicating the sector(s) of interest to ANP.

The declaration of interest in the sectors accompanied by a bid bond shall be submitted in a sealed envelope with the identification as described in the tender protocol, exclusively shipped or delivered in the filing service of ANP’s Main Office, to the attention of the Licensing Rounds Promotion Superintendence – SPL.

12) Will the Special Bidding Commission (CEL) disclose to the other bidders registered the sector in which interest was declared?

Yes. The CEL shall disclose the sectors offered for which declarations of the sectors of interest have been submitted in the ANP’s bidding rounds page, in the menu of the open Open Acreage cycle, on a date defined in the schedule for each cycle.

 

13) If the Special Bidding Commission (CEL) only discloses the sector of interest, how will the other bidders know the area with marginal accumulation (field) or exploration block in which the bidder showed interest?

The CEL shall only inform the sectors of interest, as the bidder only provides such information, according to the tender protocol.

14) Will the Special Bidding Commission (CEL) disclose the name of the bidder that submitted a Declaration of Interest to the other bidders registered?

No. The CEL shall not disclose the name of the bidder.

1) What are ANP’s E&P bidding rounds?

The bidding rounds are auctions through which the Federal Government grants the right to explore and produce (E&P) oil and natural gas in Brazil by executing agreements under the concession or production sharing regime, pursuant to Law No. 9,478 of August 6, 1997.

E&P activities are developed in the exploration blocks or areas subject to the bidding rounds, as authorized by the National Council for Energy Policy – CNPE.

Learn about the differences between the concession and production sharing regimes in the menu About the Bidding Rounds.

The rules to participate in each bidding round are defined in tender protocols.  The form of concession or production sharing agreement is an integral part of the tender protocol.

The bidding process is promoted and coordinated, during its internal phase, by the Licensing Rounds Promotion Superintendence (SPL) and carried out, during its external phase, by a Special Bidding Commission (CEL) designated by ANP’s Collegiate Board. CEL’s internal regulations and the ordinances of its organization for each bidding round are available at Laws and Regulations (the files are in Portuguese).

 

 

2) What are the rules governing ANP’s E&P bidding rounds?

ANP’s bidding rounds are based on art. 177 of the Constitution of the Federative Republic of Brazil of 1988, on Law No. 9,478 of August 6, 1997, and on Law No. 12,351 of December 22, 2010.

The procedures adopted in bidding processes for exploration blocks and areas with marginal accumulations for concession of the activities of exploration and production of oil and gas are defined in ANP Resolution No. 18 of March 18, 2015.

The procedures adopted in bidding processes for exploration blocks in the pre-salt polygon and in strategic areas for exploration and production of oil and gas under the production sharing regime are defined in ANP Resolution No. 24 of June 28, 2013.

3) What is the schedule of ANP’s bidding rounds?

As provided for in the Brazilian laws and regulations, the National Council for Energy Policy – CNPE is responsible for authorizing the bidding rounds and defining the exploration blocks or areas that will be offered during the bidding procedures.

Once the next bidding round has been authorized, ANP publishes the draft tender protocol and the schedule of the bidding round in the menu Bidding Rounds. It is also possible to follow up on the rounds expected by the CNPE in the pluriannual planning.

For Open Acreage bidding rounds, the schedule for each cycle is approved by the Special Bidding Commission (CEL). For more details on the Open Acreage cycles, check topic II in this page.

 

4) How to be eligible for participation in ANP’s bidding rounds?

Companies participating in bidding rounds shall observe the procedures detailed in the tender protocol. Interested companies may ask any questions about eligibility requirements provided for in the tender protocol by sending an email to rodadas@anp.gov.br.

For more information on eligibility, check topic IV, Qualification Process.

5) How to access administrative processes and the concession and production sharing agreements related to ANP’s bidding rounds?

Interested parties shall contact the Licensing Rounds Promotion Superintendence – SPL by sending an email to rodadas@anp.gov.br, informing the name of the block/field or the number of the agreement/process which they wish to access.

SPL shall evaluate the possibility to meet the request according to the level of confidentiality of the documents requested. Then, the procedure for digital access to the documents shall be informed.

Exceptionally, it will only be possible to request access to the documents in person, which requires payment of a Federal Government Payment Form (GRU) and scheduling in advance.

1) O que é Oferta Permanente?

A Oferta Permanente é uma nova forma de licitação implementada pela ANP para a outorga de contratos de concessão para exploração ou reabilitação e produção de petróleo e gás natural. Consiste na oferta contínua de blocos exploratórios e áreas com acumulações marginais localizados em quaisquer bacias terrestres ou marítimas devolvidos ou em processo de devolução na ANP. A exceção são os blocos localizados no polígono do pré-sal, nas áreas estratégicas ou na Plataforma Continental além das 200 milhas náuticas, bem como aqueles autorizados a compor a 17ª e a 18ª Rodadas de Licitações.

As informações detalhadas estão na página das rodadas de licitações, no menu Oferta Permanente.

 

2) O envio do formulário de inscrição, do comprovante de pagamento da taxa de participação e dos documentos de inscrição garante o deferimento da inscrição na Oferta Permanente?

Não. A documentação encaminhada será analisada pela Superintendência de Promoção de Licitações (SPL) e a solicitação de inscrição julgada pela Comissão Especial de Licitação (CEL), cuja aprovação ou denegação será comunicada por e-mail a todos os representantes credenciados da empresa, bem como publicada no Diário Oficial da União.

Portanto, será considerada inscrita para quaisquer ciclos da Oferta Permanente a licitante que tiver sua solicitação de inscrição julgada e aprovada pela CEL.

3) Qual o prazo final para efetuar a inscrição e o pagamento da taxa de participação?

Não há prazo final. A inscrição pode ser solicitada a qualquer momento. Entretanto, deve ser observada a data-limite de inscrição para participar de uma sessão pública de apresentação de ofertas já agendada em um ciclo da Oferta Permanente em andamento.

 A solicitação de inscrição deverá ser realizada uma única vez e individualmente por cada empresa interessada.

4) A taxa de participação deverá ser paga para cada ciclo da Oferta Permanente iniciado?

Não. Conforme o edital, o preenchimento do formulário eletrônico de inscrição e o pagamento da taxa de participação serão realizados uma única vez e individualmente por cada empresa interessada.

A Superintendência de Promoção de Licitações (SPL) analisa a documentação encaminhada pela interessada e a submete à Comissão Especial de Licitação (CEL). Caso tenha sua solicitação de inscrição aprovada pela CEL, a interessada poderá participar de todos os ciclos da Oferta Permanente.

5) Qual é a diferença entre a taxa de participação e a taxa de acesso ao pacote de dados técnicos?

A taxa de participação é única e obrigatória para a aprovação da inscrição na Oferta Permanente e possibilita o acesso a uma amostra de dados técnicos, que corresponde a um conjunto reduzido de dados para cada um dos setores em Oferta Permanente. Com o preenchimento do formulário eletrônico de inscrição e a comprovação do pagamento da taxa de participação, as empresas interessadas obtêm acesso à amostra de dados. O login e senha para acesso à amostra de dados técnicos por meio do sistema eBID serão encaminhados ao endereço eletrônico do representante credenciado principal.

Para mais informações sobre o pagamento da taxa de participação e acesso à amostra de dados técnicos, consulte a página Pacote de Dados Técnicos.

Já o pacote de dados técnicos é uma coleção de dados técnicos públicos selecionados para a Oferta Permanente, composto por um conjunto de dados regionais dos setores ou grupos de setores, e seu conteúdo obedecerá, quando disponível, à estrutura contida no edital.

A taxa de acesso ao pacote de dados técnicos é opcional e seu valor é variável de acordo com o setor ou agrupamento de setores. O pacote de dados pode ser adquirido pelas interessadas para melhor avaliação do setor ou agrupamento de setores que tenha interesse e é liberado por acesso ao sistema eBID ou por retirada presencial no BDEP/ANP, na Urca.

Para mais informações sobre o pagamento da taxa de acesso ao pacote de dados técnicos, consulte a página Inscrição de licitantes.

 

 

6) Em quanto tempo será liberado o acesso à amostra de dados?

Após o preenchimento do formulário de inscrição e o envio do comprovante de pagamento da taxa de participação à ANP, o e-mail com login e senha para acesso ao sistema eBID será encaminhado ao endereço eletrônico do representante credenciado principal da licitante.

 O e-mail será enviado pela Superintendência de Promoção de Licitações (SPL) depois de verificado o atendimento aos termos do edital de licitações.

7) Como faço para participar da Oferta Permanente?

A empresa interessada em participar da Oferta Permanente deve realizar sua inscrição de acordo com o edital de licitações vigente da Oferta Permanente, que engloba: (i) o preenchimento do formulário eletrônico de inscrição; (ii) o pagamento da taxa de participação e (iii) a apresentação dos documentos de inscrição.

Para a análise da inscrição, os documentos deverão ser encaminhados à ANP na forma exigida do edital e o comprovante do pagamento da taxa de participação deverá ser enviado para o e-mail rodadas@anp.gov.br.

Para mais informações sobre o edital vigente da Oferta Permanente, consulte a página Edital e Modelos dos contratos de concessão.

 

8) É necessário obter qualificação antes da sessão pública?

Não. A qualificação compreende a análise de documentação para comprovação da regularidade jurídica, fiscal e trabalhista, capacidade econômico-financeira e capacidade técnica, conforme critérios estabelecidos no edital de licitações. A ANP analisará apenas a documentação das licitantes que se sagrarem vencedoras na sessão pública de apresentação de ofertas de cada ciclo realizado, portanto não é necessário obter qualificação antes da realização da sessão pública.

Para mais informações sobre qualificação, consulte o tema IV, Processo de Qualificação.

9) O que são os ciclos da Oferta Permanente?

Os ciclos da Oferta Permanente são compostos por todas as atividades necessárias à realização da sessão pública de apresentação de ofertas para um ou mais setores que tiveram declaração dos setores de interesse acompanhada de garantia de oferta. Os ciclos são iniciados com a divulgação das seguintes datas pela Comissão Especial de Licitação (CEL):

  • a) data de realização da sessão pública de apresentação de ofertas correspondente ao ciclo da Oferta Permanente iniciado;
  • b) data-limite para inscrição e pagamento da taxa de participação pelas interessadas em participar da referida sessão pública, ainda não inscritas no processo da Oferta Permanente;
  • c) data-limite para inclusão de novos setores no ciclo da Oferta Permanente iniciado, a partir da apresentação de garantias de oferta acompanhadas de declarações dos setores de interesse;
  • d) data-limite para apresentação de garantias de oferta adicionais acompanhadas de declarações dos setores de interesse para os setores já indicados e que estarão em oferta na referida sessão pública; e
  • e) datas relacionadas à qualificação das licitantes vencedoras, à adjudicação do objeto e homologação da licitação e à assinatura dos contratos de concessão.

Todas as licitantes inscritas poderão participar do ciclo da Oferta Permanente iniciado. As demais interessadas em participar do ciclo divulgado, ainda não inscritas na Oferta Permanente, deverão observar a data-limite prevista na alínea (b).

10) Quais áreas estão disponíveis na Oferta Permanente?

As áreas disponíveis para declaração dos setores de interesse constam do Anexo I do edital de licitações de Oferta Permanente, disponível na página das rodadas de licitações no menu Oferta Permanente.

11) – A partir da aprovação da solicitação de inscrição pela Comissão Especial de Licitação (CEL), as licitantes poderão apresentar a qualquer tempo a declaração dos setores de interesse acompanhada de garantia de oferta?

Sim. Todas as licitantes que já tiveram suas inscrições aprovadas pela CEL podem apresentar declaração dos setores de interesse acompanhada de garantia de oferta, indicando o(s) setor(es) de interesse à ANP.

A declaração dos setores de interesse acompanhada de garantia de oferta deverá ser apresentada em envelope lacrado com a identificação descrita no edital e ser exclusivamente remetida ou entregue no serviço de protocolo do Escritório Central da ANP, aos cuidados da Superintendência de Promoção de Licitações (SPL).

12) A Comissão Especial de Licitação (CEL) informará para as demais licitantes inscritas os setores para os quais foi declarado interesse?

Sim. A CEL divulgará os setores em oferta para os quais foram apresentadas declarações dos setores de interesse na página das rodadas de licitações da ANP, no menu do ciclo aberto da Oferta Permanente, em data definida no cronograma de realização de cada ciclo.

 

13) Caso a Comissão Especial de Licitação (CEL) somente informe os setores de interesse, como as demais licitantes saberão qual a área com acumulação marginal (campo) ou bloco exploratório que a licitante proponente apresentou interesse?

A CEL informará apenas os setores de interesse, uma vez que a licitante fornece apenas essa informação, conforme o edital de licitações.

14) A Comissão Especial de Licitação (CEL) informará o nome da licitante que apresentou a Declaração dos Setores de Interesse para as demais licitantes inscritas?

Não. A CEL não informará o nome da licitante.

1) O que é o processo de cessão de contratos de E&P?

É um processo administrativo que precede a autorização para a cessão de contrato (transferência de direitos e obrigações contratuais entre empresas), bem como para a prática dos atos de fusão, cisão e incorporação, mudança de operadora e substituição ou isenção de garantia de performance.

2) Quais são as normas que regem as cessões de contratos de E&P?

A cessão de contratos de exploração e produção de petróleo e gás natural está prevista no art. 29 da Lei n° 9.478, de 06 de agosto de 1997, e no art. 31 da Lei n° 12.351, de 22 de dezembro de 2010.

O processo de cessão será instaurado e instruído pela Superintendência de Promoção de Licitações (SPL), nos termos da Resolução ANP nº 785, de 17 de maio de 2019, e da Portaria ANP nº 126, de 28 de abril de 2016, e seguirá o procedimento descrito no Manual de Procedimento de Cessão, disponível na página do Procedimento da Cessão de Contrato.

 

 

3) Como instaurar um processo de cessão de contratos de E&P e onde encontrar os procedimentos referentes ao processo?

O processo de cessão deverá ser instaurado pela interessada por meio do Sistema Eletrônico de Informações – SEI, conforme instruções constantes no Manual de Procedimento de Cessão.

A página Cessão de Contratos contém a forma de apresentação de documentos, o rito processual, a relação de documentos necessários para abertura do processo e outras exigências e informações relacionadas à cessão.

 

 

4) Como obter qualificação em processos de cessão de contratos de E&P?

A qualificação das cessionárias é realizada com base nas regras do edital de licitações mais recentemente aprovado pela Diretoria Colegiada da ANP anteriormente ao protocolo do requerimento de cessão, de acordo com o objeto do contrato para o qual foi solicitada autorização para cessão.

Confira os editais mais recentemente aprovados pela Diretoria Colegiada da ANP no menu Rodadas em andamento.

Consulte também a versão vigente do edital de licitações da Oferta Permanente quando a cessão versar sobre contrato de concessão de blocos terrestres ou de áreas com acumulações marginais, no menu Oferta Permanente.

5) Qual o prazo para a ANP aprovar o pedido de cessão?

Nos termos da Resolução ANP nº 785/2019, o prazo para manifestação da ANP sobre a aprovação ou a denegação do pedido é de noventa dias contados da apresentação da documentação completa e conforme.

No caso de contrato de partilha de produção, a ANP emitirá recomendação à União, que decidirá sobre o pedido no prazo de sessenta dias contados do recebimento da recomendação.

Existe a possibilidade de ocorrerem atrasos no processo de cessão relacionados à submissão de documentos não conformes, portanto é indispensável que as interessadas observem o Manual de Procedimento de Cessão e o edital de licitações mais recentemente aprovado pela Diretoria Colegiada da ANP anteriormente ao protocolo do requerimento, disponível no menu Rodadas em andamento.

A cessão somente adquire eficácia com a assinatura do respectivo termo aditivo, que deverá ocorrer até trinta dias após a aprovação da cessão.

 

 

6) Quando a cessionária passa a ser responsável pelo contrato de E&P?

Nos termos da Resolução ANP nº 785/2019, a cessão adquirirá vigência e eficácia a partir da assinatura do termo aditivo ao contrato de E&P.

7) Quando é necessário informar à ANP uma alteração societária (no estatuto ou contrato social)?

Os contratos de concessão e de partilha de produção estabelecem para as concessionárias e contratadas a obrigação de notificarem a ANP sobre quaisquer alterações de seus atos constitutivos (estatuto ou contrato social) e alterações de seus administradores no prazo de trinta dias contados de seu arquivamento na Junta Comercial competente.

No caso de alteração do controle societário ou saída da concessionária ou contratada do grupo societário ao qual pertencia originalmente, a Resolução ANP nº 785/2019 determina que a notificação à ANP deve estar acompanhada dos seguintes documentos:

I - atos societários ou, no caso de sociedade por ações, documentos que reflitam a alteração do controle societário;

II - organograma detalhando toda a cadeia de controle do grupo societário, demonstrações financeiras do último exercício social e sumário técnico, nos termos do edital de licitações mais recentemente aprovado pela Diretoria Colegiada da ANP anteriormente ao protocolo da notificação; e

III - decisão terminativa de aprovação da aquisição do controle, proferida pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica, nos termos da Lei nº 12.529, de 30 de novembro de 2011, acompanhada da publicação da decisão no Diário Oficial da União, ou de justificativa para sua não apresentação.

Caso a participação no contrato de E&P esteja garantida por garantia de performance e a alteração do controle societário ou a saída do grupo societário implique em quebra da relação societária entre garantida e garantidora, deverá ser instaurado processo de cessão para substituição da garantia de performance nos termos da Resolução ANP nº 785/2019.

8) Em que situação é necessário apresentar garantia de performance?

A garantia de performance é o documento por meio do qual uma pessoa jurídica, controladora (direta ou indireta) ou matriz, garante plenamente as obrigações contratuais assumidas pela signatária integrante de seu grupo societário.

A garantia de performance será exigida da cessionária, exclusivamente na condição de operadora, quando não tenha comprovado experiência própria em atividades de exploração e produção de petróleo e gás natural, qualificando-se tecnicamente pela experiência do seu grupo societário.

A garantia de performance deverá ser apresentada na forma prevista no edital de licitações mais recentemente aprovado pela Diretoria Colegiada da ANP anteriormente ao protocolo do requerimento de cessão e deverá estar acompanhada de:

(i) documentos societários da sociedade empresária que prestará a garantia; e

(ii) organograma explicitando o relacionamento entre a pessoa jurídica que prestará a garantia e a signatária do contrato de E&P.

9) Empresas participantes das “Oportunidades de Desinvestimento da Petrobras” também precisam participar do processo de cessão de contratos da ANP?

Sim. Após aprovação no processo de desinvestimento da Petrobras, as empresas deverão realizar junto à ANP o processo de cessão de contratos e qualificação. Para tanto, as interessadas deverão observar os procedimentos e requisitos publicados no site das rodadas de licitações no menu Cessão de Contratos.

10) Como posso tirar dúvidas sobre o processo de cessão de contrato de E&P?

Esclarecimentos sobre processos de cessão de contratos deverão ser solicitados por meio do endereço eletrônico rodadas@anp.gov.br.

Para otimizar o atendimento, é recomendável que o consulente procure a informação desejada previamente no Manual de Procedimento de Cessão.

Informações sobre o andamento de processos de cessão em curso somente serão prestadas aos representantes credenciados da cedente e da cessionária.

 

1) O que são as rodadas de licitações de E&P da ANP?

As rodadas de licitações são leilões por meio dos quais a União concede o direito de realizar as atividades de exploração e produção (E&P) de petróleo e gás natural no Brasil mediante a assinatura de contratos sob os regimes de concessão ou partilha de produção de acordo com a Lei n° 9.478, de 06 de agosto de 1997.

As atividades de E&P são desempenhadas nos blocos exploratórios ou áreas objetos das rodadas de licitações autorizadas pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE).

Conheça as diferenças entre os regimes de concessão e de partilha de produção no menu Entenda as Rodadas.

As regras para participação em cada rodada de licitação são definidas em edital.  O modelo do contrato de concessão ou de partilha de produção é parte integrante do edital de licitação.

A licitação é promovida e coordenada, na sua fase interna, pela Superintendência de Promoção de Licitações (SPL) e conduzida, na sua fase externa, por uma Comissão Especial de Licitação (CEL) designada pela Diretoria Colegiada da ANP. O regimento interno da CEL e as portarias de sua constituição por rodada de licitação estão disponíveis em Legislação.

 

 

2) Quais são as normas que regem as rodadas de licitações de E&P da ANP?

As rodadas de licitações da ANP encontram fundamento no art. 177 da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, na Lei n° 9.478, de 06 de agosto de 1997, e na Lei nº 12.351, de 22 de dezembro de 2010.

Os procedimentos adotados nas licitações de blocos exploratórios e áreas com acumulações marginais para concessão das atividades de exploração e produção de petróleo e gás natural estão definidos na Resolução ANP nº 18, de 18 de março de 2015.

Os procedimentos adotados nas licitações de blocos exploratórios no polígono do pré-sal e em áreas estratégicas para exploração e produção de petróleo e gás natural sob regime de partilha de produção estão definidos na Resolução ANP nº 24, de 28 de junho de 2013.

3) Qual é o cronograma de realização das rodadas de licitações da ANP?

Em conformidade com a legislação brasileira, cabe ao Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) autorizar as rodadas de licitações e definir os blocos exploratórios ou áreas que serão ofertados nos certames.

Uma vez autorizada a próxima rodada de licitações, a ANP publica o pré-edital de licitação e o cronograma da rodada no menu Rodadas em Andamento. Também é possível acompanhar as rodadas previstas pelo CNPE no planejamento plurianual.

Para as rodadas de licitações de Oferta Permanente, o cronograma de cada ciclo é aprovado pela Comissão Especial de Licitação (CEL). Para mais detalhes sobre os ciclos da Oferta Permanente, consulte o tema II desta página.

 

4) Como obter qualificação no caso de participação em rodadas de licitações da ANP?

As empresas participantes de rodadas de licitações deverão observar os procedimentos detalhados no edital de licitações. As empresas interessadas poderão dirimir quaisquer dúvidas sobre os requisitos de qualificação dispostos no edital encaminhando e-mail para rodadas@anp.gov.br.

Para mais informações sobre qualificação, consulte o tema IV, Processo de Qualificação.

5) Como ter acesso a processos administrativos e aos contratos de concessão e de partilha de produção relacionados às rodadas de licitações da ANP?

O interessado deverá entrar em contato com a Superintendência de Promoção de Licitações (SPL) por meio do e-mail rodadas@anp.gov.br, informando o nome do bloco/campo ou o número do contrato/processo que deseja ter acesso.

O atendimento da solicitação será avaliado conforme o grau de sigilo dos documentos requeridos. Em seguida, será informado o procedimento para disponibilização dos documentos na modalidade digital.

Excepcionalmente, o acesso aos documentos poderá ser solicitado na modalidade presencial, o qual se dará mediante pagamento de Guia de Recolhimento da União (GRU) e agendamento prévio.

Fim do conteúdo da página
>